O Mestrado Profissional em Gerenciamento e Tecnologias Ambientais no Processo Produtivo (MEPLIM), vinculado à Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (EP/UFBA), iniciou suas atividades em 2002. Este Mestrado foi criado no âmbito da Rede de Tecnologias Limpas e Minimização de Resíduos (TECLIM), desenvolvida pela EP/UFBA desde 1998, com o objetivo de articular a Universidade com o setor produtivo, no sentido de contribuir com a mudança do paradigma da produção do ponto de vista do seu impacto ambiental. Integravam a Rede Teclim diversas unidades da própria UFBA, órgãos governamentais, empresas privadas e organizações da sociedade civil. Dessa forma, o projeto do mestrado foi estruturado tomando como base a ideia central da TECLIM, divulgar o conceito de produção limpa como alternativa para o equacionamento dos problemas ambientais causados pelo processo produtivo, para formar de recursos humanos para fomentar essa mudança de paradigma. Dessa forma o projeto do Mestrado Profissional foi concebido visando atender a demanda dos setores produtivos e dos diversos níveis de governo, em particular, e da sociedade em geral por profissionais com alto nível de qualificação para atuar na prevenção de problemas ambientais decorrentes da produção, conjugando a proteção ao meio ambiente com a competitividade e o desenvolvimento sustentado.

Participaram do MEPLIM profissionais vinculados aos diversos segmentos produtivos, ao Centro de Recursos Ambientais, a outras instituições públicas e à própria academia. A vasta experiência profissional dos alunos selecionados dinamizou o diálogo junto aos professores e orientadores, fazendo surgir um conhecimento local voltado para a produção limpa. A dinâmica do curso permitiu a instalação de laços de confiança mútua entre os diversos segmentos, quebrando os tradicionais afastamentos entre os participantes de origens institucionais e disciplinares distintas. A partir dos novos relacionamentos, principalmente entre os membros da academia e profissionais da indústria, começaram a se delinear novas rotas para a solução de problemas ambientais vivenciados na produção. Pode-se afirmar que os trabalhos de conclusão do MEPLIM proporcionaram a modificação de 13 processos de produção de empresas de grande porte, cujos processos demandavam uso intensivo de água. Esses trabalhos resultaram na redução do consumo de água e da produção de efluentes dessas indústrias, além dos ganhos advindos com a inserção de práticas de produção limpa no âmbito dessas empresas e seus impactos positivos para a sociedade.  No ano de 2008 o MEPLIM foi incorporado ao PEI, que passou a gerenciar administrativa e pedagogicamente o curso, ficando responsável pela conclusão das dissertações em andamento. Em 2012 ocorreu a última defesa, de número 79, do MEPLIM. Atualmente, todas as temáticas e linhas de pesquisa do MEPLIM são desenvolvidas dentro dos Mestrados e do Doutorado em Engenharia Industrial, que assumiram integralmente as atividades antes desenvolvidas pelo MEPLIM, particularmente através de sua Ênfase “Produção Limpa, Ambiente e Energia”.